BIG SALES

VENHA SER BIG!

segmento de logística e fornecedores aumentou com o ecommerce

Não apenas as vendas pelo meio eletrónico estão a crescer, como também todo o mercado à sua volta

A maneira como os consumidores compram está a mudar a cada dia e a transformar rapidamente o cenário do retalho. Segundo estudos recentes, 49% dos compradores farão compras online com mais frequência quando a pandemia de COVID-19 terminar. Os gastos online foram projetados para aumentar globalmente em 14%, para 2,96€ mil bilhões em 2021. 

Mas não apenas o comércio eletrónico está a registar crescimento vertiginoso, com previsões ainda melhores pelos próximos anos. Toda a cadeia logística e de fornecedores ligada direta ou indiretamente ao ecommerce, tem apresentado excelentes resultados. 

O ecommerce ajudou a projetar outros segmentos ligados ao comércio eletrónico 

Espera-se que o mercado de embalagens de comércio eletrônico, por exemplo, continue a crescer exponencialmente. Uma investigação da Data Bridge Market Research analisa que este mercado vai aumentar a uma taxa composta de crescimento anual de 13,6% no período de 2020 a 2027, e chegar a US$ 21.667,92 milhões. 

Impulsionada pelo uso generalizado de ferramentas digitais provocado pela pandemia, a União Europeia (UE) está a avançar com planos para lançar uma carteira digital em todo o bloco, que dará às pessoas uma maneira perfeita de aceder digitalmente a serviços públicos e privados, segundo informou o Financial Times na terça-feira, 1 de Junho.  

A carteira digital faz parte de uma auditoria que está a ser realizada em toda a UE sobre os métodos de identificação digital existentes atualmente em uso. O sistema atual é usado por 19 dos 27 países do bloco, e os Estados membros controlariam a implementação do novo sistema. 

Futuramente, à medida que as carteiras digitais se tornarem mais amplamente utilizadas, o sistema dará lugar às criptomoedas e ao ecommerce. O PayPal, por exemplo, agora permite que os usuários vinculem suas carteiras ao Coinbase. 

O mercado de logística de comércio eletrónico transfronteiriço também está a ser impulsionado pela crescente penetração de dispositivos de computação móvel e pelo crescimento das startups de vendas online.  

A crescente penetração de telemóveis e tablets tem incentivado o desenvolvimento de aplicativos móveis para transformar a experiência do cliente, e o comércio eletrónico simplificou a experiência de compra, com o rastreio das vendas diretamente do dispositivo móvel.  

Diminuição do transporte público e aumento do delivery beneficiaram as vendas de veículos de duas rodas elétricos

A pandemia teve um impacto positivo também no mercado de motociclos elétricos e e-bikes em todo o mundo. Com os governos a incentivar as pessoas a ficarem em casa e a evitarem sistemas de transporte público sempre que possível, este tipo de veículo está a ser cada vez mais utilizado, e o delivery cada vez mais solicitado. 

Os países europeus investiram em infraestrutura de ciclismo em larga escala. De acordo com a Federação Europeia de Ciclistas, as vendas de e-bikes na Europa durante a pandemia aumentaram 47%, e nos Estados Unidos o aumento registado foi de 145%.  

De acordo com um novo relatório de mercado de motas elétricas, realizado pela empresa de investigação Meticulous Research®, espera-se que as vendas destes veículos cresçam a uma taxa de 29,4% de 2021 a 2028 para atingir US$ 644,5 mil milhões em 2028, e 21,2% em volume, para chegar a 209,0 milhões de unidades vendidas no mesmo período.